Blog & News

Caso 08

freepik

O IVCF-20 é um questionário que tem como objetivo a identificação do idoso de risco.

Nesse caso a paciente tem 75 anos. O marido confirma sutilmente que a paciente não consegue mais fazer compras e controlar o dinheiro e fazer pequenos trabalhos domésticos. Desta forma, a pontuação neste item é 4 pontos.

No item cognição a paciente refere esquecimento claramente percebido pelo familiar, mas subestimado pela paciente (p < f). O esquecimento está piorando (há uma diferença entre a opinião da paciente e a do marido). Essa dissociação entre a auto percepção do esquecimento e a percepção do familiar é denominada de anosognosia.

Não há sintomas depressivos com a paciente.

A paciente refere somente uma queda no último ano, mas o marido relata mais de duas quedas, em seguida avalia-se a continência esfincteriana, a paciente nega perda de controle esfincteriano.

Só é valorizado o déficit visual ou auditivo capaz de impedir a realização de alguma atividade da vida diária, não basta só ter dificuldade, mas sim incapacidade funcional.

 

A questão 20 aborda as comorbidades múltiplas: polifarmácia (uso de 5 ou mais medicamentos todos os dias) ou polipatologia (5 ou mais doenças) ou internação recente. O paciente e a filha negam qualquer um desses marcadores (0).